Uptime de servidor: quando o número pode enganar…

Uptime de servidor: quando o número pode enganar…

Muitas vezes quando estamos prospectando algum cliente nos vem a pergunta sobre o uptime dos servidores dos nossos sistemas, ou seja, quanto tempo nós garantimos que o SiGA, por exemplo, fica no ar. Bom, nossa resposta é sempre a mesma: o maior tempo possível! Mas e quanto isto significa? Bom, a grande maioria dos datacenters coloca uptime 99,5% e normalmente é isto mesmo o que acontece. Abaixo você pode ver o tempo que o SiGA ficou no ar no mês de novembro/14:

SiGA (November 2014)

Com isto em mente podemos considerar 2 questões importantes:

1) não é possível garantir 100% de uptime nos seus sistemas, basta ver que empresas gigantes como o Google já deixaram o Gmail ficar fora e mesmo sistemas bancários!

2) no meu ver, mais importante do que 99,5%, é saber QUANDO acontece os 0,5%: por exemplo, no caso do SIGA sextas-feiras pela manhã é o período mais crítico de uso por conta das agências de propaganda, que estão preparando e autorizando as veiculações do final de semana, portanto é neste período que o sistema tem que estar preparado para um grande volume de tráfego.

Justamente pensando neste último ponto que nossos servidores trabalham com folga da sua capacidade em grande parte do tempo, para que no momento de aperto, o sistema tenha como lidar com todo o movimento necessário e assim garantir o uptime no momento de maior necessidade. Além disso temos uma política de atualização do sistema onde definimos momentos menos críticos para alterarmos o código, ou mesmo fazer manutenções nos servidores.