Videoaulas: um jeito fácil de fazer treinamento de software.

Videoaulas: um jeito fácil de fazer treinamento de software.

Quando começamos com o SiGA os treinamentos eram feitos presencialmente, uma vez que nossas primeiras agências foram em Porto Alegre, nada que uma viagem de uma hora não resolvesse. Mas com a expansão do nosso principal produto para terras além do Mampituba, nós encontramos com um bom problema: como treinar o pessoal sem ter que gastar ou cobrar uma exorbitância por isso.

A nossa primeira alternativa, que funcionou durante toda a versão anterior do SiGA, foi dar o treinamento via Skype. Ou seja, marcávamos uma hora, a agência inteira parava e durante um certo período fazíamos o treinamento de todo mundo, eu falando do escritório e o pessoal usando o sistema na agência. Esse método mostrou 2 grandes problemas:

a) todos tinham que para o que estavam fazendo, atrasando a pauta e consequentemente aborrecendo todo mundo;

b) dificilmente o pessoal estava onde eu dizia que deveriam estar. Ou seja, o mouse é MUITO mais rápido que o ouvido…

Com a implantação da versão nova no sistema, em meados de 2008, resolvemos mudar e adotamos o sistema das videoaulas, gravando exemplos de usos do sistema em todos os documentos.

Este modelo sim trouxe vantagens para nós e para os assinantes:

a) com os exemplos sendo exibidos, eu como instrutor mostro exatamente como cada campo deve ser preenchido e o fluxo a ser seguido dentro de cada parte do sistema, sem correr o risco de deixar escapar algo perder o foco de cada instrução;

b) a agência não precisa parar para assistir às aulas, pois cada profissional pode baixar o vídeo que lhe compete, assistir em qualquer momento e mandar as dúvidas pelo suporte;

c) havendo dúvidas ainda no processo se pode marcar uma conversa via Skype, mas já depois de ter se familiarizado com o básico do sistema, diminuindo assim o tempo de conversação online.

Apenas um inconveniente que sempre existirá nas videoaulas de um software como o SiGA: a cada atualização, novos vídeos devem ser feitos. Mas é claro que isso, para ser sincero, é sempre um bom sinal…