Planilha de horas: quantifique o seu trabalho.

Planilha de horas: quantifique o seu trabalho.

Olá!

Hoje eu gostaria de comentar sobre um dos recursos dos softwares de gestão que, dependendo de como se usa,  pode fazer uma grande diferença na elaboração da tabela de custos ou no fechamento de um contrato.

A planilha de horas, ou timesheet para os gringos, é aquele formulário onde teoricamente devemos colocar o que foi feito dentro de determinado período. Desta forma pode-se ter um controle de quanto de tempo foi gasto com algum cliente.

Planilha de horas do SiGA

Quando a gente colocou esse recurso no SiGA, nos idos de 2006 se não me engano, teve cliente nos dizendo “não precisa disso, ninguém preenche! É só pra incomodar o pessoal…”

Claro que insistimos para que preenchessem a dita planilha. Depois mostramos que nos relatórios de horas ele não só pode ver quanto tempo cada cliente consome, mas também como anda a alocação de funcionários para cada cliente. Cruzando estes dados com o faturamento de cada um, o feliz dono da agência pode então ver se aquele fee que parece uma fortuna realmente condiz com a carga de trabalho necessária na empresa.

Um outro ponto que defendemos se refere aos funcionários. Sim, eles também podem se beneficiar de uma planilha bem preenchida, visto que ela é uma grande ferramenta de barganha no momento de discutir aumento de salários, por exemplo. Claro, desde que haja trabalho…

Para terminar as benesses de um recurso desses, a agência pode adotar uma política de hora trabalhada, onde os contratos podem ser baseados em uma carga horária específica. Não quero entrar no mérito se essa é uma boa  – ou não – forma de remuneração, mas se for o caso este recurso é essencial para mostrar ao cliente o quanto e  como foi gasto o tempo contratado. Se não me engano existem algumas agências que já fazem isso com alguns clientes.